William Baglione

Bio

Nascido em 1976 em São Caetano do Sul. Filho de uma família descendente de italianos, cresceu no Parque São Lucas, Zona Leste de São Paulo.

Sua maior fonte de referência é o movimento punk, principalmente a agressividade visual, o interesse pelo grosseiro e ofensivo, a ressignificação em contextos bizarros, a crítica social, o desprezo pelas ideologias políticas e morais, a música e a independência do movimento em propagar suas ideias utilizando seus próprios materiais de divulgação: os posters e fanzines.

As mulheres, comumente presentes em seu trabalho, são reflexo dessa cultura subversiva, associadas ao erotismo e a sedução, parte do pensamento Do It Yourself e sem amarras. Elas sustentam os valores anti-machismo, anti-homofobia, anti-fascismo, o amor livre, as anti-lideranças, a liberdade individual, o autodidatismo, a iconoclastia, o anti-andrógenos e o cosmopolismo, centrais desse movimento.

Incorpora também muito do visual New Wave, com forte impacto visual, como os tons fluorescentes e o estilo over da época.

Os cenários que cria para suas produções estão inseridos em um mundo sem regras, sem limites, algo um tanto quanto onírico, chamado pelo artista de Chante Nightz. Em suas palavras, seu trabalho remete a um filme B europeu, onde sua fotografia funciona como um frame de um longa-metragem tendo a ambição de provocar sensações, questionamentos e estranheza chamando o espectador para o seu mundo.

Exposições

Individuais

2017
– Baglione Vs. Balboa, Galeria Alma da Rua, São Paulo, Brasil.

2016
– Sound and Vision, Disjuntor Art Space, São Paulo, Brasil.

2015
– I Have a Dream, Ludah Gallery, Rio de Janeiro, Brasil.

2014
– Coffee or Cigarettes, Le Bistroquet, Niort, França.
– Coffee or Cigarettes, Atelier Bletterie, La Rochelle, França.

Coletivas

2019
– Acervo 19′, Galeria Zero, São Paulo, Brasil.
– (R).existência, Galeria Zero, São Paulo, Brasil.

2018
– Retrotopias, Ed. Magdalena Laura, São Paulo, Brasil.

2017
– Baglione Vs. Balboa, Galeria Alma da Rua, São Paulo, Brasil.

2016
– Subject Matters II, Double 6 Studio, Nova York, Estados Unidos.
– Olhares Coletivos, Ateliê Daki, São Paulo, Brasil.
– Somos Todos Imigrantes, Acervo Gallery, Rio de Janeiro, Brasil.
– Fluídos, Pico Art Space, São Paulo, Brasil.

2015
– Lost In a Moment / High in a Light, Salle Le Belvedere, Niort, França.
– Silence, Galeria Nicoli, São Paulo, Brasil.

2014
– AR / Silence, Tag Gallery, São Paulo, Brasil.

Outras Informações Relevantes

Curadorias

2018
– Retrotopias, Ed. Magdalena Laura, São Paulo, Brasil.

2017
– Street River, Ilha do Combú, Belém do Pará, Brasil.

2016
– Somos Todos Imigrantes, Acervo Gallery, Rio de Janeiro, Brasil.

2013
– SOS Rascism – Brazilian Artists, Palais de Tokyo, Paris, França.

2009
– Juxtapoz Magazine – Issue 102, Estados Unidos.

Obras

Série Chante Nightz

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Série Drugstore Cowboys

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Série Coffee or Cigarettes

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Série Eating Stars

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Série Kiss Kiss Bang Bang

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Sem título

Ano: 2018

Mais sobre o Artista